Jump to content

PODE SER BRAT E SUBMISSA?


Recommended Posts

Posted

Na minha ‚Äúopini√£o‚ÄĚ a minha entrega est√° na quilo que o dom conquista, eu vou desafiado para aquilo e se ele conseguir, eu me rendo a ele. Ser√° que d√° pra entender o contexto?

Posted
Da sim perfeitamente, isso instiga o top a exercer ainda mais sua dominação e nesse jogo ambos saem satisfeitos, vc por exercer o que um brat sabe fazer de melhor e o top por corrigi-la e eventualmente descobrir novas facetas da sua personalidade, falo por mim, brats despertam meu lado primitivo e e uma delicia corrigir e castigar quando estou instigado dessa forma
Posted
Perfeitamente possível e estou de acordo com o Bruce.
Esse trato libera o lado primitivo e vai pra uma subjugação prazerosa.
Além disso, e na verdade, mais conta é o prazer.

Se a pessoa é soft brat, a submissão de dá por uma forma de ceder, se é hard brat, o caminho é mais intenso, do qual gosto mais, por exemplo.
MestreSerpents
Posted
Antes de existir todo esse conceito de Brat, os antigos praticantes chamavam de Escrava Rebelde. Ha ta vc vai dizer q nao é escrava mas sub, mas estou dizendo de um tempo onde so tinha submissa(o) ou escrava (o).
Posted
Acredito que sim. N√£o existe comportamento absoluto no bdsm, como n√£o existe na psique humana. A condi√ß√£o de bottom √© manifestada de diversas formas, de acordo com a sua personalidade ou a personalidade que voc√™ assume dentro da play ou do relacionamento. Acho muito problem√°tica essa vis√£o de que sub e brat s√£o posi√ß√Ķes que definem um bottom sem levar em considera√ß√£o contexto, a evolu√ß√£o das intera√ß√Ķes com o top no tempo e a pr√≥pria personalidade do bottom. Sobre a sua "opini√£o" acho que √© um jeito mto bom de conhecer o top com quem est√° lidando e enriquecer a rela√ß√£o com intimidade e merecimento. Pessoalmente, mas com todo respeito a quem curte, eu acho desinteressante demais as din√Ęmicas que pressup√Ķe uma hierarquia j√° super pr√© estabelecida sem muito espa√ßo para a conquista e a subjuga√ß√£o, pra mim, tem que ter um desafio.
Posted
Na teoria a din√Ęmica de desafiar o top √© normal na rela√ß√£o tamer /brat, um dom (de novo na teoria) espera a submissao entregue sem prova√ß√Ķes, por√©m no final o que vale √© oq for combinado entre as partes na etapa de negocia√ß√£o.
MestreSerpents
Posted
Kkkk percebi agora q só teve comentario de Homem Dominante. E uma moça que se identificou.
Posted
Cada Rela√ß√£o BDSM √© de uma forma, na minha, a din√Ęmica de Dom e Brat (eu), funciona muito bem pois √© fruto de longas conversas e combinados. Claro que a momentos onde eu estou mais Submisso e momentos onde estou mais Brat.
Posted
Também acho que depende da negociação e da evolução da D/s em si. Mas uma vez estipulados os acordos, eles devem ser seguidos.
Posted
Da sim, mas tem que achar um Dom que √© Tammer tbm, quem tem paci√™ncia pra din√Ęmica com brat √© Tammer. E tem diversos tipos de brats algumas s√£o insuport√°veis outras divertidas.
Posted
Pode ser brat e submissa ?

O termo brat trás a ideia de pirralho , alguém pode ser às vezes pirralho e ser reconduzido a submissão ? Sim .
Algu√©m pode sempre ser pirralho e curtir ficar nessa din√Ęmica , as vezes.
Algu√©m focado em Mestre/slave no TPE 24/7 que curte um mesmo estilo de entrega com um posicionamento mais obediente pode n√£o querer ser pirralho e buscar jamais se doar para din√Ęmicas descontra√≠das e n√£o curtir ter sess√Ķes ou role plays vari√°veis .

Cada D/s tem quest√Ķes √ļnicas e cada rela√ß√£o tem suas particularidades , pode rolar para alguns sempre , pra outros as vezes e para outros jamais ....
Posted
Por conceito, Brat e Submissa são tipos diferentes de bottom, nem todo bottom é subserviente.
Mas uma Brat ainda é uma bottom, e ao contrário da ideia deturpada que muitos tem, ela não quer disputar poder com o Top, não é um cabo de guerra, é um jogo de inteligência , provocação, estratégia, perspicácia e conquista, mas existe sim hierarquia e verticalidade.
Vc pode ser Brat e Submissa?
Acredito que com bons acordos, honestidade, e um pouquinho de sorte você pode ser o que quiser, basta encontrar alguém que tenha desejos e objetivos compatíveis.
No final o conceito serve apenas pra dar contexto, o que importa é ser mutuamente consensual e prazeroso!
Posted
Alguns anos como brat tamer entendo que a din√Ęmica de domina√ß√£o √© mais satisfat√≥ria... De maneira geral e rudimentar toda brat √© uma submissa rebelde, cabe ao top saber domar a rebeldia...
Posted
genteeeee eu sempre pensei nisso! De brat e submissa
Posted
Sou brat e sempre me pergunto se estou sendo uma SUB ruim... Por simplesmente ser meio mimada com o dom...
As vezes até me sinto meio mal
J√° aconteceu com alguma brat aqui??
Posted
Sou SW e qdo jogo como bottom tenho personas diversas (prey, loli, brat, rope bunny). Em espec√≠fico, dentro do escopo de bottom insurgente, h√° Brats - SAM - break-me e cada um tem o prazer com foco diferente na din√Ęmica da insurg√™ncia.
Posted
Eu penso que a brat d√° lugar √† submissa em situa√ß√Ķes espec√≠ficas.
.
1. Quando lhe convém: o desejo percorre caminhos que muitas vezes a razão desconhece e, quando ele se torna maior que a vontade de confrontar inerente ao modo de ser da brat, entra em cena o desejo de se submeter. Não simplesmente por gostar da submissão, mas por julgar valer a pena aceitar a vontade de alguém sobrepujando a sua própria, porque o desejo a faz querer pertencer, ainda que por poucos instantes.
.
2. Quando conseguem a domar: quebrar a crista de uma brat, tornando-a menos afrontados, ou até mesmo a tornando dócil, não é missão das mas fáceis, mas há quem consiga o fazer. Quando se consegue tal façanha à a possibilidade de a brat não apenas ser subjugada, mas também submetida à vontade de quem a domou. Nessa situação a brat deixa de ser o que habitualmente é para tornar-se submissa a quem ela respeita como Dominante.
.
Com base nisso eu afirmo que a brat e a submissa n√£o coexistem, elas se alternam. H√° momentos distintos para ambas se manifestarem e, consequentemente, quando a submissa se manifesta a brat sai de cena.
Posted
13 hours ago, sadegyn said:
Pode ser brat e submissa ?

O termo brat trás a ideia de pirralho , alguém pode ser às vezes pirralho e ser reconduzido a submissão ? Sim .
Algu√©m pode sempre ser pirralho e curtir ficar nessa din√Ęmica , as vezes.
Algu√©m focado em Mestre/slave no TPE 24/7 que curte um mesmo estilo de entrega com um posicionamento mais obediente pode n√£o querer ser pirralho e buscar jamais se doar para din√Ęmicas descontra√≠das e n√£o curtir ter sess√Ķes ou role plays vari√°veis .

Cada D/s tem quest√Ķes √ļnicas e cada rela√ß√£o tem suas particularidades , pode rolar para alguns sempre , pra outros as vezes e para outros jamais ....

Não traz a ideia de pirralho ou pirralha necessariamente. Pode trazer, pode não trazer. Talvez a sua experiência leve a essa conclusão, mas não é algo geral e que dê embasamento a multiplicidade de experiências humanas nesse campo.

Posted
7 hours ago, KatrinaDevill said:
Eu penso que a brat d√° lugar √† submissa em situa√ß√Ķes espec√≠ficas.
.
1. Quando lhe convém: o desejo percorre caminhos que muitas vezes a razão desconhece e, quando ele se torna maior que a vontade de confrontar inerente ao modo de ser da brat, entra em cena o desejo de se submeter. Não simplesmente por gostar da submissão, mas por julgar valer a pena aceitar a vontade de alguém sobrepujando a sua própria, porque o desejo a faz querer pertencer, ainda que por poucos instantes.
.
2. Quando conseguem a domar: quebrar a crista de uma brat, tornando-a menos afrontados, ou até mesmo a tornando dócil, não é missão das mas fáceis, mas há quem consiga o fazer. Quando se consegue tal façanha à a possibilidade de a brat não apenas ser subjugada, mas também submetida à vontade de quem a domou. Nessa situação a brat deixa de ser o que habitualmente é para tornar-se submissa a quem ela respeita como Dominante.
.
Com base nisso eu afirmo que a brat e a submissa n√£o coexistem, elas se alternam. H√° momentos distintos para ambas se manifestarem e, consequentemente, quando a submissa se manifesta a brat sai de cena.

Concordei totalmente com o ponto 1. O ponto 2 parece muito mais ideal do que empirismo, a√≠ complica pra encontrar verossimilhanca. A conclus√£o realmente n√£o encontra amparo nas m√ļltiplas realidades que vivenciei ou que tive a oportunidade de ouvir falar. A realidade √© mto mais complexa do que um conceito que entra em cena e outro que sai.

Posted
Johnlefucker Não traz a ideia de pirralho ou pirralha necessariamente. Pode trazer, pode não trazer. Talvez a sua experiência leve a essa conclusão, mas não é algo geral e que dê embasamento a multiplicidade de experiências humanas nesse campo.

Entraremos no dilema de outras din√Ęmicas ent√£o ...
Uma pet que seja um dog (entenda can√≠deo) mesmo dois sendo da mesma esp√©cie em diferentes rela√ß√Ķes se um ser√° bravo e precisara de disciplina ou o outro adestrado e d√≥cil isso poder√° variar tanto dos tra√ßos pessoais como do adestramento .
O mesmo com age play falando de alguém encenando ser uma middle temos adolescentes tanto sérias como mais extrovertido .

Entendo que alguns tentam padronizar r√≥tulos eu j√° entendo que se adaptam √†s rela√ß√Ķes e din√Ęmicas pessoais de cada conjunto e seus consensos e interesses .
N√£o vejo todos com pap√©is ou perfis robotizados e com a√ß√Ķes c√≥pia e cola similares em tudo , um pirralho pode se definir pirralho por as vezes agir como pirralho sendo levado a submiss√£o , e outro por s√≥ ficar nessa din√Ęmica e sempre agir nessa situa√ß√£o sem poder mudar a postura sendo sempre insurgente .
Temos pontos de vista diferentes sobre ou experi√™ncias , contudo n√£o vejo uma verdade soberana sobre quest√Ķes e sim verdades diferentes para as mesmas situa√ß√Ķes em diferentes negocia√ß√Ķes , limites, rea√ß√Ķes , intensidades , objetivos enfim .....


Posted
4 minutes ago, sadegyn said:
Johnlefucker Não traz a ideia de pirralho ou pirralha necessariamente. Pode trazer, pode não trazer. Talvez a sua experiência leve a essa conclusão, mas não é algo geral e que dê embasamento a multiplicidade de experiências humanas nesse campo.

Entraremos no dilema de outras din√Ęmicas ent√£o ...
Uma pet que seja um dog (entenda can√≠deo) mesmo dois sendo da mesma esp√©cie em diferentes rela√ß√Ķes se um ser√° bravo e precisara de disciplina ou o outro adestrado e d√≥cil isso poder√° variar tanto dos tra√ßos pessoais como do adestramento .
O mesmo com age play falando de alguém encenando ser uma middle temos adolescentes tanto sérias como mais extrovertido .

Entendo que alguns tentam padronizar r√≥tulos eu j√° entendo que se adaptam √†s rela√ß√Ķes e din√Ęmicas pessoais de cada conjunto e seus consensos e interesses .
N√£o vejo todos com pap√©is ou perfis robotizados e com a√ß√Ķes c√≥pia e cola similares em tudo , um pirralho pode se definir pirralho por as vezes agir como pirralho sendo levado a submiss√£o , e outro por s√≥ ficar nessa din√Ęmica e sempre agir nessa situa√ß√£o sem poder mudar a postura sendo sempre insurgente .
Temos pontos de vista diferentes sobre ou experi√™ncias , contudo n√£o vejo uma verdade soberana sobre quest√Ķes e sim verdades diferentes para as mesmas situa√ß√Ķes em diferentes negocia√ß√Ķes , limites, rea√ß√Ķes , intensidades , objetivos enfim .....


Tentando resumir o que eu quis dizer, acho ruim (c√īmoda) essa ideia de reduzir as manifesta√ß√Ķes do bratismo em pirra√ßa. Mas agora acho que temos ponto de vistas muito mais pr√≥ximos.

Posted
Johnlefucker
Sei que tem gente que usa títulos ou perfis ou ainda comportamentos de forma variavel .

Se eu ver algu√©m dizer Mestre ao inv√©s de tentar entender que o mesmo tem um escravo , podendo usar a nomenclatura por se achar proficiente e prestar aux√≠lio em sua cena como algu√©m que e Mestre numa t√©cnica e por ser assim reconhecido pela sua cena local , ou por ser adepto a Gor , ou por ter esse termo como apelido num Nick name ao inv√©s de politizar o que e de verdade ao uso alheiro vou procurar entender e ver se existe algum nexo , mais ditar a verdade sobre situa√ß√Ķes n√£o acho v√°lido .

Depois anexa sua fonte da onde compreende sobre Brat e com quem aprende a respeito , talvez assim possamos aprender melhor a respeito de uma fonte de "verdadeiro BDSM" .
×
×
  • Create New...